Vinicius Jr é um dos responsáveis por possível demissão de Lopetegui, dizem jornais

0
125

Julen Lopetegui ainda é oficialmente técnico do Real Madrid, mas a mídia espanhola já dá sua saída como certa. E nesta segunda-feira, citando as razões que condenaram o treinador, diversos jornais concordam que o pouco uso de Vinicius Jr foi fundamental na queda.

Na derrota por 5 a 1 para o arquirrival Barcelona no último domingo, o ex-comandante da seleção espanhola decidiu deixar o brasileiro de fora do banco de reservas, apesar do clube ter apelado à justiça desportiva para escapar de uma punição por expulsão no time B.

De acordo com o Diario As, de Madri, a decisão de sempre preterir a cria do Flamengo não agradava a direção.

“Lopetegui se manteve fiel até o final à sua ideia. Só o deu 12 minutos e não se importou que o Real tenha ido apelar à justiça para que o brasileiro pudesse estar no Camp Nou: o treinador o deixou nas arquibancadas, não concedendo a Florentino, mais uma vez, o seu desejo”, publicou.

Para o diário, outros motivos para a “condenação” do profissional de 52 anos foram a má fase de jogadores importantes, lesões, falta de gols, o empobrecimento do elenco e a preferência da presidência por outros treinadores de mais renome, como Pochettino, Allegri e Klopp.

O jornal Marca, outro de Madri, concorda.

“Deixou à margem Vinicius, de quem só há de referir-se como o primeiro motivo de distanciamento com o clube devido à sua gestão, e que contra o Barcelona ficou fora do banco”, informa a publicação, que também critica outras decisões.