Vereador Rodrigo Guedes solicita cancelamento do carnaval de Manaus e pede que os recursos sejam destinados à saúde

0
175

O vereador Rodrigo Guedes (PSC) solicitou o cancelamento do carnaval em Manaus em 2021, para evitar o aumento no número de casos de coronavírus na capital. O ofício 013/21, que foi encaminhado ao prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), e ao governador do Estado, Wilson Lima (PSC), nesta sexta-feira (22), pede que os recursos destinados ao carnaval sejam redirecionados à Saúde da capital e do interior.

A Lei Orçamentária Anual (LOA) do município, aprovada 2020, prevê R$ 1 milhão de recursos para o carnaval de 2021 em Manaus. Além disso, a Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Amazonas (SEC) prevê, para este ano, o investimento de R$ 5, 2 milhões para a realização de todos os eventos culturais em Manaus e nos demais municípios do Estado.

Segundo o vereador Rodrigo Guedes, a falta de capacidade nas redes hospitalares para a internação de pacientes vítimas da Covid-19, deixou a cidade de Manaus em estado de alerta e, por conta disso, houve a necessidade de suspender atividades que envolvem aglomeração, bem como o redirecionamento dos recursos ao reforço nos hospitais.

O vereador acrescenta, ainda, que por conta do número alarmante de internações por conta do coronavírus, a rede pública hospitalar do Amazonas encontra-se, hoje, com 93% de lotação.

Em ofício, Rodrigo Guedes fez um alerta à Prefeitura de Manaus com relação a esse quantitativo que, segundo ele, repetiu a época de terror em que a população de Manaus vivenciou no mês de abril e maio do ano passado.

O vereador também acrescenta que, por não haver previsão da data exta do alcance da vacina à grande massa, a situação se torna mais preocupante. Rodrigo Guedes pontua que há casos de reinfecção e que o cancelamento do carnaval é importante para que a população não vivencie um novo surto de contágio.

“Considero muito importante, tanto cultural quanto economicamente, a realização do  carnaval na cidade de Manaus.  Mas o Amazonas está em 9° lugar como estado com maior taxa de incidência da doença no país, tendo a capital o maior percentual da população do Estado. Percebo que ainda não estamos preparados para a realização desta festa”, disse o vereador.

“Além disso, solicito a abertura de editais para que a Prefeitura e o Governo contemplem os artistas da capital que ficarão privados de fazer arte durante o carnaval. Para que os responsáveis por essa  grande celebração cultural tenham sustento ao longo de 2021”, concluiu.

*Com informações da Assessoria de Comunicação