Venezuela é maior país com incidência de escravidão moderna na América Latina

0
168

Junto do Haiti, a Venezuela é, o país com a maior incidência da escravidão moderna na América Latina e Caribe, segundo um relatório publicado nesta quinta-feira pela fundação Walk Free e que foi apresentado pelas Nações Unidas.

O Índice Global de Escravidão 2018 estima que 174 mil pessoas vivem nessa situação em território venezuelano, uma taxa de 5,6 para cada 1.000 habitantes. Essa proporção é similar à do Haiti, onde umas 59 mil pessoas seriam vítimas, e está amplamente acima da de outros países da região.

Após Venezuela e Haiti, a República Dominicana, Cuba e Honduras são os países das Américas com os maiores índices de escravidão moderna. Em números absolutos, o maior número de vítimas se dá no México, onde a Walk Free calcula que 341 mil pessoas (2,7 para cada 1.000) são escravizadas no país.

A organização estima que quase dois milhões de pessoas na região das Américas estavam em 2016 em situação de escravidão, principalmente sendo forçados a trabalhar. Pouco mais de um terço o faz por conta de dívidas, segundo os autores do relatório.