Venezuela e Estados Unidos foram maiores parceiros do Amazonas nas exportações de junho

0
17

A Venezuela, adquirindo óleo de soja, e os Estados Unidos, comprando ouro em forma bruta, responderam por 43% das exportações do Amazonas em junho deste ano, de acordo com dados apurados pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

Os resultados levantados pelo Departamento de Estudos, Pesquisas e Informações da Sedecti apontam uma mudança no perfil das exportações locais em junho, em relação ao mesmo período de 2019, quando a pauta de vendas externas era liderada por motocicletas e televisores.

Na análise dos técnicos da secretaria essa mudança de perfil, fica mais clara com a queda nas importações, sinalizando a diminuição das atividades em várias empresas no Polo Industrial de Manaus.

No balanço geral, as exportações aumentaram 30,21% na comparação com maio deste ano, e 17,70% na comparação com o mesmo mês no ano passado.

Do total exportado pelo Amazonas em junho, 29,60%, o equivalente a US$ 20,2 milhões, foram destinados à Venezuela, 13,42% aos Estados Unidos e 10,40% à Alemanha. A Argentina, que já foi um destacado mercado para as exportações locais, ocupou, em junho, a quarta posição entre os maiores parceiros.