USP incentiva exercício da cidadania na escola

0
133

O ‘Projeto Jovem Doutor’ possui uma grande atuação no município de Santos, litoral sul de São Paulo, e este ano completa quatro anos de ação com o recebimento de vários prêmios. O projeto objetiva a ampliação da prática dos alunos de graduação em saúde, proporcionando ajuda à comunidade nas escolas de ensino médio. É uma atividade vinculada ao Aprender na Comunidade, da Pró-Reitoria de Graduação da USP, que incentiva projetos dentro e fora da Universidade.

O professor Chao Lung Wen, chefe da disciplina de Telemedicina da Faculdade de Medicina da USP (FMUSP) e coordenador do Programa USP e as Profissões da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária, afirmou que houve crescimento do Projeto Jovem Doutor e que há prestação de serviços que propõe para a comunidade.

O projeto atua ensinando sobre as diversas áreas da saúde de uma forma lúdica e incentivando a capacidade de raciocínio dos alunos tutorados por estudantes de ensino superior. O professor comenta que o projeto utiliza o princípio de “educação híbrida”, onde o conhecimento central é disponibilizado por meio de uma plataforma educacional.

No Jovem Doutor, é utilizada a plataforma Inovalab, que usa a computação gráfica do projeto Homem Virtual para explicação didática sobre o corpo humano, além da

disponibilização de arquivos para a produção de estruturas do corpo humano em impressora 3D.

Os professores que possuírem interesse em ajudar na formação de um grupo de pesquisa e inovação em educação criativa podem entrar em contato acessando o site do projeto: http://jovemdoutor.org.br/