Universidade abrirá curso no Paraguai sobre renegociação do Tratado de Itaipu

0
143

A Universidade de Salamanca (USAL) oferecerá no Paraguai um curso de formação de mediadores e negociadores de alto nível voltado para a renegociação do tratado sobre a hidrelétrica de Itaipu, que o Paraguai compartilha com o Brasil, segundo um acordo assinado nesta sexta-feira por uma universidade local e a Itaipu Binacional.

O Paraguai deverá renegociar com o Brasil em 2013 o anexo C do Tratado de Itaipu, além de decidir o que fará com os 50% da energia gerada pela represa aos quais tem direito e que até agora deveria vender o excedente ao país vizinho a preço de custo.

Com o convênio assinado, segundo explicou à Agência Efe o reitor da USAL, Ricardo Rivero, “será oferecido um curso de formação”, junto com a Universidade Paraguaia Alemã (UPA) e a União Industrial Paraguaia (UIP), “para mediadores e negociadores internacionais”.

O curso “permitirá que, em processos muito importantes para o país que se aproximam, os resultados em termos econômicos e jurídicos sejam os desejáveis”.

Rivero detalhou que a universidade espanhola fornece “o programa de formação, os especialistas, professores e professoras e o conhecimento das diversas disciplinas que precisam fazer parte desse programa”.

Segundo o acordo, no qual Rivero e o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, atuaram como testemunhas de honra, o curso será realizado na UPA e “algum módulo na Espanha”, especificou Rivero, e será financiado pela Itaipu Binacional.