UFPR cria teste imunológico rápido e preciso

0
4

Pesquisadores da Universidade Federal do Paraná (UFPR), em equipe que inclui bolsistas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), desenvolveram um teste rápido para detectar a presença de anticorpos para o novo coronavírus. A pesquisa, coordenada pelo professor Luciano Huergo, do Laboratório de Microbiologia Molecular da UFPR é uma adaptação ao tradicional método Elisa, teste imunológico que quantifica a concentração de antígenos e anticorpos.

A tecnologia tem apresentado resultados mais rápidos e precisos se comparados ao produto disponível no mercado. “O teste rápido mais tradicional é chamado de imunocromatografia, aquelas cartelinhas de papel. Nosso sistema é totalmente diferente. Ele não acontece em suporte sólido como o papel, mas em uma solução de nanopartículas magnéticas revestidas com antígenos virais. A maior diferença entre eles é que o nosso vai ter uma precisão maior e ainda oferece um quantitativo de anticorpos produzidos”, explica Luciano Huergo.

O teste criado na UFPR apresenta vantagens em relação ao teste imunológico padrão.

A ideia dos pesquisadores é a produção de um kit de testagem em massa, acessível ao público, e com isso ter um panorama real da infecção pela COVID-19.