Três novas espécies de tamanduás foram descobertos na Amazônia

0
113

Pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) identificaram três tipos raros de tamanduás que vivem nas árvores na região amazônica. As novas espécies de tamanduaí, medem cerca de 50 centímetros e vivem no alto das árvores na região amazônica e mata atlântica.

A pesquisa de doutorado da veterinária Flávia Miranda, que teve como orientador o professor Fabrício Santos, do Departamento de Zoologia do Instituto de Ciências  Biológicas da UFMG, teve tal descoberta como centro do estudo.

Tudo começou em 2007, e durante esses dez anos, descobertas foram feitas, em 19 expedições à procura de amostras de sangue da espécie Cyclopes didactylus, até então única espécie de tamanduaí conhecida na Amazônia, entre o Brasil e as Guianas.

Várias etapas foram estabelecidas nessa pesquisa. Foram levadas ao Laboratório de Genética da UFMG várias amostras que foram submetidas a análise de DNA. Um extenso estudo morfológico foi feito para observar as características de cada animal.