Titanossauro descoberto na Argentina é exemplar mais antigo da espécie

0
16

Um fóssil de titanossauro descoberto na Patagônia argentina é o exemplar mais antigo da espécie descoberto até agora, afirmaram cientistas que dataram os restos fossilizados do dinossauro em 140 milhões de anos. 

Os ossos do herbívoro, o maior dinossauro que já caminhou sobre a Terra, foram encontrados no sul da província de Neuquén e indicam que a espécie viveu há mais tempo do que se pensava anteriormente. 

“É o registro mais antigo que se conhece, não só na Argentina mas no mundo todo”, disse nessa segunda-feira à Reuters Pablo Gallina, pesquisador do Conselho Nacional de Investigações Científicas e Técnicas da Argentina (Conicet).

“Os titanossauros são registrados em vários lados do mundo, mas os registros mais antigos que se conheciam eram mais modernos que essa descoberta”, acrescentou Gallina. 

O titanossauro, de 20 metros de comprimento, descoberto em uma escavação iniciada em 2014, é pequeno para sua espécie, com apenas a metade da média de comprimento. 

Ainda assim, supera a antiguidade dos fósseis anteriores do dinossauro encontrado na Patagônia, que tinham menos de 120 milhões de anos.