Surf: Medina e Filipinho disputam o título mundial na última etapa do ano

0
163

O templo do surfe mundial recebe a partir de sábado (8) a etapa de Pipeline, que decidirá o grande campeão da temporada. A praia de Banzai Pipeline, no Havaí é, mais uma vez, o lugar onde vai se conhecer o melhor surfista do ano, em uma disputa que conta com dois brasileiros e um australiano. Gabriel Medina, Filipe Toledo e Julian Wilson têm vivas as chances de serem campeões ao fim desta etapa.

Dentre os três, Wilson é o único que já venceu o Pipe Masters, justamente contra Medina, no ano em que o brasileiro foi campeão mundial, em 2014. Além desse vice, Medina também ficou com o segundo lugar no Havaí no ano seguinte, quando perdeu para o compatriota Mineirinho. Já Filipinho nunca conseguiu passar das quartas de final na etapa, tendo o melhor resultado, um 5º lugar em 2014.

Para chegar à conquista, cada surfista faz suas próprias contas, e com uma vantagem de quase 5.000 pontos, Medina tem a seu favor a necessidade dos concorrentes terem uma margem de erro muito pequena. O líder do ranking pode ser campeão até mesmo caindo nas quartas de final. Caso aconteça, se nenhum dos rivais chegar à final, Medina é bi. Se chegar nas semis, Medina torce para que seus concorrentes não vençam a etapa para ser campeão. E chegando à final, o brasileiro é automaticamente o grande vencedor do ano.