SEDUC investe em metodologia inovadora e inclusiva

0
15

Ontem (21/09), foi celebrado nacionalmente o Dia de Luta pelo Direito das Pessoas com Deficiência. Porém, o enfrentamento pela inclusão, conscientização e contra o preconceito com pessoas que apresentam algum tipo de deficiência (física, sensorial ou intelectual), transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação é uma atividade diária na rede pública estadual de ensino do Amazonas.

Atualmente, a Secretaria de Estado de Educação e Desporto conta com quatro escolas especiais, destinadas somente aos alunos público-alvo da Educação Especial. São elas: Escola Estadual (EE) Augusto Carneiro dos Santos, voltada a estudantes com deficiência auditiva, surdos e surdocegos; EE Joanna Rodrigues Vieira, específica para alunos com deficiência visual; EE Manoel Marçal de Araújo, destinada a estudantes com deficiência intelectual, autismo ou com paralisia cerebral; e EE Diofanto Vieira Monteiro, que atende alunos com deficiência intelectual, síndrome de Down e autismo.

Fora essas unidades, a rede estadual possui ainda a EE Mayara Redman Abdel Aziz, uma escola de atendimento específico que não se destina à escolarização dos alunos e, sim, ao apoio e fortalecimento à inclusão dos estudantes público-alvo da Educação especial – ou seja, ao invés de certificar, ela estimula as habilidades e apóia o desenvolvimento pedagógico dos alunos.