SEDUC-AM realiza colaboração com a Ufam e Consulado da Colômbia em Manaus para implantação de escola bilingue

0
40

 

A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (SEDUC/AM) realiza acordo com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e o Consulado da Colômbia em Manaus, para a integração da escola bilíngue Português-Espanhol no Centro Educacional de Tempo Integral Áurea Pinheiro Braga, localizada na avenida Brasil, Compensa, Zona Oeste de Manaus.

A escola integral desenvolve há um ano o trabalho através dos professores de idiomas na própria escola, com os alunos da 1ª série do Ensino Médio. E nesse tempo , os alunos têm apresentado crescimento no aprendizado desenvolvido na escola, algo que é visto bem de perto pelos técnicos da secretaria de educação.

“Nós somos privilegiados porque nossa escola foi escolhida para participar desse programa. É uma grande oportunidade aprender outra língua, ainda mais porque o mercado de trabalho é exigente, e o espanhol contribui para isso”, ressaltou a aluna do 1ª ano do ensino médio, Yara Markely, 15.

Para concretizar o termo de apoio entre as instituições, as secretárias adjuntas da capital e pedagógico da SEDUC/AM, Débora Moura e Ana Cássia, respectivamente, em conjunto com a equipe técnica da secretaria, se reuniram com o cônsul da Colômbia em Manaus, José Rojas, e representantes da coordenadoria de língua espanhola e do departamento de letras da Ufam no Ceti Áurea Braga final do mês de maio.

O aluno Daniel Pablo, 14, conta que já viajou para um país de idioma espanhola e destaca o aprendizado na escola. “A gente estuda gramática, literatura, fala e tem me ajudado a aprimorar meu espanhol. Todos os países vizinhos do Brasil falam o espanhol e a escola contribui para que nós possamos também aprender a língua falada pelos países na América do Sul”, disse Pablo.

Após a confirmação do acordo, a equipe da SEDUC e os representantes da Ufam como o cônsul da Colômbia, visitaram as instalações, ambiente na escola, as salas de aula e ainda conversaram com os alunos falando em espanhol.

“Com a implementação da escola bilíngue português-espanhol, as instituições parceiras contribuirão para que o objetivo desse projeto possa ser alcançado, visando o pleno desenvolvimento dos alunos. Com as parcerias é possível facilitar o envolvimento dos alunos em projetos variados como intercâmbios, entre outros ganhos”, explica a coordenadora do projeto na SEDUC, Josefa Fernandes