Rede de hotéis Marriott anuncia fim das operações em Cuba

0
18

A rede de hotel Marriott anunciou nesta segunda-feira o encerramento das operações em Cuba, depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se negou a renovar a licença para operar no país caribenho.

“Podemos confirmar que, a partir de amanhã, a Marriott já não estará mais operando o Four Points by Sheraton, de Havana”, informou à Agência Efe, a diretora de comunicação da companhia para a América Latina e Caribe, Kerstin Sachl.

A unidade já estava paralisada há alguns meses por causa da pandemia da Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, e o fechamento representa o fim das operações da última rede hoteleira dos EUA em Cuba.

Em junho, o Marriott havia informado a decisão do governo de Trump, de não renovar a licença para atuar em Cuba, dando o prazo de até 31 de agosto para encerrar as atividades. Além disso, ficaram suspensos todos os planos para abrir novos hotéis na ilha.

A rede pretendia inaugurar o Hotel Inglaterra, com 83 quartos, no Paseo del Prado, no centro de Havana, próximo ao Capitólio e ao Gran Teatro Alicia Alonso.

O Four Points by Sheraton, assim, acabou sendo o único administrado por uma empresa americana após o processo de aproximação iniciado no governo de Barack Obama, com o levantamento de restrições comerciais iniciado em 2014.