Projeto trata sobre redução da superlotação nas emergências dos hospitais

0
226

Projeto do Ministério da Saúde, feito pelo Hospital Sírio-Libanês, apresentou
eficácia em reduzir a superlotação e melhorar o atendimento nas emergências
de hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Denominado

de “Lean nas Emergências”, ele está integrado no Programa de Apoio ao
Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS) que busca promover
melhorias no atendimento hospitalar de urgências e emergências da população
brasileira que faz uso do sistema público de saúde. O Lean funciona para
melhorar processos com base no tempo, proporcionando fluxos contínuos e
eliminando desperdícios e atividades de baixo valor agregado.
Os seis primeiros hospitais a participarem do projeto “Lean nas Emergências”
são: Hospital Geral de Palmas (TO), HUGOL – Hospital de Urgências
Governador Otávio Lage de Siqueira (GO), Hospital Metropolitano Odilon
Behrens (MG), Hospital Regional São José (SC), Hospital Geral do Grajaú (SP)
e Hospital de Messejana (CE). Essas unidades foram recomendadas pelo
Ministério da Saúde, Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e
Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS). O
projeto guia, que aconteceu de agosto a dezembro de 2017, capacitou essas
seis instituições e ajudou na implementação de melhorias para assegurar
agilidade e eficiência nos processos de urgências de hospitais.