Presidente do Chile quer medidas duras para resguardar ordem pública

0
15

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, convocou o Conselho de Segurança Nacional (Cosena) e anunciou uma “agenda de segurança”. O anúncio, feito ontem (7), no Palácio de La Moneda, desagradou políticos e gerou críticas.

Piñera comunicou um pacote com dez medidas para “melhorar e resguardar a ordem pública”.

A primeira proposta é de um projeto de lei “anti-roubos”, que endurece as sanções contra os crimes de roubo cometidos em manifestações ou situações de calamidades públicas ou de alterações da ordem pública. Outra medida é uma lei para punir com mais rigor o delito de desordens públicas, quando a pessoa que o comete oculta o rostro com máscaras ou qualquer outro instrumento que não a permita ser identificada. Outro projeto de lei combate o uso de barricadas e outros elementos que dificultem a livre circulação de pessoas e veículos.