Presidente da Ferrari admite que não terá carro vencedor até 2022

0
3

O presidente da Ferrari, John Elkann, admitiu, em entrevista publicada nesta terça-feira, que a equipe de Fórmula 1 não é competitiva atualmente por causa de problemas na concepção do carro e que o objetivo é iniciar uma era de vitórias a partir de 2022.

“O momento da nossa parte esportiva é difícil. Houve ciclos vencedores da Red Bull, pela capacidade aerodinâmica; da Mercedes, pela habilidade na tecnologia do motor híbrido. Este ano, não somos competitivos, também por erros na fase de construção do monoposto”, disse o dirigente ao jornal italiano “La Gazzetta dello Sport”.