PIM fatura R$ 76,6 bilhões e faz o resultado histórico

0
146

No décimo mês do ano o Polo Industrial de Manaus (PIM) faturou R$ 8,84 bilhões (US$ 2,37 bilhões), o melhor resultado individual mensal do ano em moeda nacional e o segundo melhor em moeda estrangeira. No acumulado de 2018, até outubro, o PIM faturou R$ 76,69 bilhões, o maior faturamento da série histórica em moeda nacional, superando, inclusive, o montante atingido no mesmo intervalo em 2014 (R$ 71,89), pouco antes do início da crise econômica. Além disso, o volume acumulado representa um crescimento de 15,06% em relação ao mesmo período do ano passado (R$ 66,6 bilhões). Em dólar, o faturamento acumulado de janeiro a outubro foi de US$ 21.2 bilhões, significando incremento de 1,05% na comparação com o mesmo intervalo do ano passado (US$ 21 bilhões).

Ainda segundo as informações fornecidas pelas empresas incentivadas do parque fabril de Manaus, o polo Eletroeletrônico teve a maior participação no resultado global de faturamento do PIM com R$ 21,9 bilhões (US$ 6.1 bilhões) registrados até outubro e respondendo por 28,59% do total. Em seguida estão os segmentos de Bens de Informática (R$ 16 bilhões), com participação de 20,97%; Duas Rodas (R$ 10,8 bilhões), com 14,15%; e Químico (R$ 9,45 bilhões), com 12,32%.

Os setores que apresentaram crescimento na comparação entre o acumulado até outubro de 2018 com o mesmo intervalo de 2017 foram: Bens de Informática do Polo Eletroeletrônico (17,13% em moeda nacional e 2,68% em dólar); Duas Rodas (21,50% e 6,51%); Termoplástico (20,47% e 5,23%); Bebidas (15,55% e 1,63%); Metalúrgico (18,88% e 3,86%); Papel e Papelão (19,71% e 5,04%); Químico (26,23% e 9,76%); e Mobiliário (14,80% e 1,45%).