Piloto é resgatado vivo após quase 40 dias desaparecido na região Amazônica

0
28

Após desaparecer 36 dias, durante o voo entre os municípios de Alenquer e Almeirim, na região oeste estadual, o piloto paraense Antônio Sena, mais conhecido como “Toninho Sena”, foi resgatado vivo na tarde deste sábado (06), por um helicóptero do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) do Governo do Estado. Toninho Sena estava em uma área de mata fechada em Almerim.

A esperança de reencontrar com vida o piloto do Cessna 210 surgiu nesta sexta-feira (5), depois do contato telefônico de pessoas que encontraram o piloto e avisaram familiares dele. Ele foi encontrado por coletores de castanha em uma região próxima da divisa com o Amapá em uma localidade chamada Igarapé Puxuri.

A operação para busca e resgate do Antônio Sena reiniciou nas primeiras horas deste sábado (06) quando decolaram no Aeroporto Internacional de Santarém “Maestro Wilson Fonseca”, um helicóptero modelo esquilo e um avião modelo C-206, ambos da frota própria do Governo do Estado. No final da manhã, o Governo do Estado também enviou uma aeronave do modelo Caravan, que decolou de Belém. Essa terceira aeronave do Estado tem maior autonomia e capacidade de transporte.

O contato com a comunidade onde o piloto desaparecido estava localizado aconteceu por meio de um rádio amador com constante oscilação de sinal. Informações iniciais da equipe de resgate dão conta que o piloto Antônio Sena estava em uma área de mata extremamente fechada. Membros da comunidade estão tentando abrir uma clareira e sinalizar para permitir que o helicóptero encontre o local. A família do piloto também fretou uma aeronave que auxiliou na identificação do lugar dentro da mata.

Organização

Imediatamente após o governador Helder Barbalho (MDB) confirmar nas redes sociais que o piloto Antônio Sena foi localizado com vida, o Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp) e integrantes das Polícias Civil e Militar de Santarém iniciaram o planejamento para resgate do piloto desaparecido.