PF faz buscas no Congresso e STF afasta deputado federal do cargo

0
20

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã de sábado (21/12), a Operação Pés de Barro para desarticular uma organização criminosa acusada de realizar pagamentos ilícitos e superfaturamentos de obras no sertão do estado da Paraíba.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão, entre eles no gabinete do deputado federal José Wilson Santiago (PTB-PB), na Câmara dos Deputados, em Brasília. As ação foi autorizada pelo ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), que també determinou o afastamento de Santiago do cargo.

Além de Brasília, a PF também cumpre os mandados em residências em João Pessoa, Uiraúna e São João do Rio do Peixe, todas cidades na Paraíba. Há ordens de afastamento das funções públicas para outros seis alvos da operação, além do deputado.

Investigação

Nas investigações, a PF apurou pagamentos de propina decorrentes do superfaturamento das obras de construção da Adutora Capivara, um sistema adutor que deve se estender do município de São José do Rio do Peixe (PB) a Uiraúna (PB), no Sertão da Paraíba.As obras contratadas, inicialmente, pelo montante de R$ 24.807.032,95 já teriam permitido, de acordo com as investigações, a distribuição de propinas no valor R$ 1.266.050,67.