PF deflagrou Operação “Cashback” que desviou dinheiro da saúde do Amazonas

0
164

A “Operação Cashback” investiga a prática de crimes de peculato, lavagem de capitais e organização criminosa. A investigação diz que os delitos foram praticados por empresários que forneciam produtos e serviços à organização social (pessoa jurídica sem fins lucrativos – ONG), não alcançados na primeira fase da operação.

A Receita Federal, a Polícia Federal no Amazonas, e a Controladoria Geral da União deflagraram na manhã desta quinta-feira (11), a fase ostensiva da investigação policial denominada “Operação Cashback”, que investiga a prática de crimes de peculato, lavagem de capitais da saúde e organização criminosa.

Estão sendo cumpridos 16 mandados de prisão temporária e 40 de busca e apreensão. Um dos alvos da PF é o ex-deputado e ex-presidente da Companhia de Gás do Amazonas (Cigás), advogado Lino Chíxaro. Além deste, estão sendo cumpridos mandados em vários pontas da cidade, entre eles um nas proximidades da Faculdade Nilton Lins, na zona Centro-Sul da cidade.

Na operação, estão sendo empregados 150 agentes federais. As viaturas saíram bem cedo da sede da PF para o cumprimento dos mandados. Os presos já estão sendo recolhidos para a cadeia na sede da PF no Dom Pedro, zona Oeste da capital.