Petrobras perde no TST causa de R$ 15 bilhões

0
27

Petrobras perde batalha trabalhista de R$15 bilhões decidida pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), a empresa recorrerá ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A estatal teme que a derrota atrapalhe não só os negócios e investimentos, mas todo o setor de petróleo.

Os prejuízos causado à companhia pode ir muito além do impacto financeiro direto. Uma ação trabalhista movida pelos funcionários afeta de forma geral a percepção de risco aos negócios que envolvem a estatal.

A Petrobras tem desenvolvido uma estratégia em várias frentes, para restaurar a saúde financeira da empresa (corroída pelo escândalo descoberto na Lava Jato, investimentos mal planejados e controle artificial do preço dos combustíveis), adotando a política de preços de mercado, recentemente abalada com a greve dos caminhoneiros contra a alta do preço do diesel.

Reduziu o plano de investimentos, concentrando os recursos disponíveis nas áreas de exploração e produção de petróleo, mais rentáveis.

Em outra frente, a Petrobras leva adiante o plano de desinvestimento, que consiste em vender ativos para fazer caixa e reduzir o endividamento.

A derrota no TST, pode levar a uma perda de valor dos ativos que a Petrobras ainda pretende vender.

Uma autoridade da área que acompanha com muita preocupação o impacto da decisão do TST, afirma que “O Brasil está sendo observado, tem um potencial enorme de investimento, mas uma decisão destas assusta quem está pensando em investir aqui”.

O Brasil, com as reservas do pré-sal, passou a ser o foco de interesse principal para investimento das grandes empresas petrolíferas. As estimativas são de que os investimentos nos próximos anos têm potencial para gerar 500 mil empregos no setor.

Interlocutores desses investidores que têm vindo ao Brasil contam que eles perguntam sobre duas coisas: o que esperar da eleição presidencial e como está o ambiente de negócios no Brasil.

O cenário eleitoral é de incerteza sobre que política devem prevalecer a partir de 2019. E a decisão do TST é uma péssima amostra sobre o do ambiente de negócios no país.