Multinacional anuncia fábrica no PIM com oferta de 200 empregos

0
18

Até o primeiro semestre de 2021, a Ecotelhasolar espera inaugurar uma unidade no Polo Industrial de Manaus (PIM) para a produzir telhas solares fotovoltaica, um sistema cerca de 30% mais barato que os painéis, mas com potência de geração de 160 a 350 watts de energia, segundo os fabricantes. O grupo pretende investir cerca de US$ 22 milhões e abrir 200 novas vagas no mercado de trabalho para garantir as operações da nova fábrica.

Em fase de elaboração do projeto técnico que deve ser apresentado ao Conselho de Desenvolvimento do Estado do Amazonas (Codam) e Conselho de Administração da Suframa (CAS), os executivos da Ecosolaroof estiveram reunidos nesta quinta-feira (12) com o secretário de estado de Desenvolvimento Econômico Jório Veiga e equipe, para apresentar os planos de implantação da nova planta industrial que terá conceito de sustentabilidade, de acordo com os diretores da empresa. “Esperamos dentro de 60 dias já iniciar os primeiros testes”, disse o presidente do grupo Charles Virgílio Silva.

O secretário Jório Veiga disse que o projeto da empresa atende ao novo conceito de política industrial do Governo de estimular a diversificação de novos segmentos de fabricantes no PIM. “Nosso meta é ampliar cada vez mais nosso portfólio de produtos e esse setor de energia alternativa é uma das prioridades na nossa política de atração de investimentos ”, resumiu.

A vantagem das telhas fotovoltaicas, as Ecosolaroofs, de acordo com Charles Virgílio, é que esse sistema, ao contrário do convencional, dispensa estrutura específica de fixação, podendo aproveitar a plataforma já existente para a instalação das telhas, o que permite uma redução de custo de 30% aos clientes.