México inicia plano para acabar com migração para o EUA

0
31

O governo do presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, decretou a criação de uma zona livre na faixa fronteiriça com os Estados Unidos como parte do seu projeto para impulsionar o investimento, a geração de empregos e reduzir a migração.

Ao assinar o Decreto de Estímulos Fiscais da Região Fronteiriça Norte, López Obrador afirmou que esta área livre começará a funcionar a partir de 1º de janeiro em uma faixa de 25 quilômetros ao longo dos 3.180 quilômetros de fronteira com os EUA.

Para esta faixa fronteiriça, o governo reduziu o Imposto de Renda de 30% para 20%; o Imposto sobre o Valor Agregado (IVA) de 16% para 8%; aumentou em 100% o salário mínimo, para 176 pesos mexicanos (US$ 8,80), e igualou o preço dos combustíveis com os EUA.

“Vai a ser a maior área livre do mundo”, afirmou López Obrador ao expressar sua confiança quanto a implementação deste projeto fronteiriço reduzir a migração.

Obrador explicou que o plano é “criar cortinas de desenvolvimento” de norte a sul para reter os mexicanos em seus locais de origem e que não tenham a necessidade de emigrar.