MEC apoia plataforma de emprego que reúne empresas em busca de estudantes negros

0
71

O Ministério da Educação anunciou, em parceria com a Faculdade Zumbi dos Palmares (Fazp), uma novidade que vai auxiliar muitos estudantes negros a entrarem no mercado de trabalho: uma plataforma virtual na qual os alunos cotistas poderão se inscrever e enviar os currículos para se candidatar a cursos, vagas de estágio e emprego que as empresas vão oferecer por meio da ferramenta. “Lá, nós temos jovens formados pelo ProUni [Programa Universidade Para Todos], inclusive muitos com pós-graduação”, destacou o ministro da Educação, Rossieli Soares. “São talentos que estão à disposição de todos os parceiros para virem buscá-los e serem contratados efetivamente.”

A apresentação ocorreu durante um evento promovido pela Fazp no Memorial da América Latina, em São Paulo, no decorrer da cerimônia intitulada “Reflexão – 130 Anos da Abolição da Escravatura”, que celebrou o fim da escravidão, extinta oficialmente no Brasil há 130 anos por meio da Lei Áurea. A nova ferramenta já se encontra em operação e, no momento, conta com 1.925 currículos cadastrados. Os estudantes interessados em disponibilizar suas informações e conferir as áreas em que desejam trabalhar ou estagiar, bem como as vagas disponíveis pelas empresas parceiras, podem acessar a página da Faculdade Zumbi dos Palmares.

O reitor da instituição, José Vicente, destacou que a parceria com o MEC será importante para diversificar o banco de talentos da Fazp. “É um passo importantíssimo, pois essa plataforma, além de recepcionar currículos, está pronta para fazer as qualificações tanto para os concursos públicos quanto para carreiras jurídicas, língua inglesa, habilidades socioemocionais e educação financeira. Teremos capacidade de qualificar esses jovens para um segmento ou um grupo de parceiros para ingressar no mercado de trabalho”, comemorou.