Maternidade Moura Tapajóz receberá ampla reforma para melhorias no atendimento

0
27

A Maternidade Municipal Dr. Raimundo Moura Tapajóz, única sob a gestão da Prefeitura de Manaus, passará por uma ampla reforma planejada para melhorar o atendimento, que é referência no Norte do país, em urgência e emergência obstétrica, bem como na assistência de risco habitual à mulher no período da gravidez, parto, puerpério e ao recém-nascido. As obras integram o pacote de obras do município em homenagem aos 350 anos da capital e devem ser iniciadas neste segundo semestre.

Segundo o prefeito Arthur Virgílio Neto, a reforma é necessária e inadiável, devido a grande demanda de pacientes na unidade. Localizada no bairro Compensa, zona Oeste, a Moura Tapajóz é única maternidade pública especializada em urgência e emergência obstétrica daquela área da cidade, recebendo também mulheres vindas de municípios da Região Metropolitana de Manaus, em razão da sua proximidade da ponte sobre o rio Negro Jornalista Phellipe Daou. 

O prefeito também tranquiliza as usuárias da Moura Tapajóz e assegura que o funcionamento da unidade será mantido e transferido para um local maior e que atenda com dignidade todas as mulheres que necessitarem dos serviços oferecidos pelo município. 

A Maternidade Municipal Dr. Raimundo Moura Tapajóz foi criada em 2005 e, hoje, é premiada e reconhecida por seus métodos de acolhimento à mulher, com serviços de alta complexidade aos recém-nascidos patológicos, com internação na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (UTIN), Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional (UCINCo), Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru (UCINCa) e 3° etapa com atendimento neonatal ambulatorial (Canguru Follow Up), que conta com os principais recursos especialistas e equipamentos necessários para que as funções vitais do bebê se desenvolvam adequadamente.

Na Moura, também funciona 24 horas o Serviço de Atendimento à Vítima de Violência Sexual (SAVVIS), que realiza atendimento emergencial e ambulatorial às vítimas de violência sexual, buscando o atendimento integral e multidisciplinar pela sua equipe, visando ao controle e ao tratamento dos agravos físicos e psíquicos decorrentes de violência sexual, e encaminhamento, se for o caso, aos serviços de assistência social.