Libertadores: Final em Madri terá mais segurança que final de Champions

0
100

A final da Copa Libertadores entre River Plate e Boca Juniors que acontecerá no Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid, receberá um efetivo de segurança composto por cerca de 3.000 pessoas, segundo o jornal espanhol ABC.

O número chega a ser maior do que o necessário para sediar uma final da Uefa Champions League, que a cidade de Madri também receberá nos próximos meses, no Wanda Metropolitano, estádio do Atlético de Madrid.

Após a divulgação do número total de pessoas ajudando na segurança da partida, o jornal argentino Olé lamentou a necessidade de um efetivo tão grande, e diz que o número de pessoas designadas reflete o medo que o futebol argentino exportou para o mundo. “Chegamos a isso…” foi a frase usada pelo jornal para expressar a lamentação.

Para se ter uma ideia, o esquema de segurança para receber a final da Libertadores não tem precedentes no Campeonato Espanhol, segundo o ABC. Até então, a ocasião em que foi necessário um grande esquema de blindagem e segurança em um jogo foi no El Clásico de novembro de 2015, que contou com mais 2.500 pessoas.

O motivo para essa preocupação com segurança se deve ao fato de que, alguns dias antes do dérbi espanhol, havia acontecido um atentado terrorista em Paris.

A final da Libertadores entre River Plate e Boca Juniors será decidida no Santiago Bernabéu, em Madri, no dia 9 de dezembro, às 17h30 (de Brasília).