Justiça inicia julgamento de suposto racismo em cotas da Universidade de Harvard

0
81
(Cambridge, MA - January 4, 2007) - Fall scenic photos of Mass. Hall at Harvard University. Staff Photo Kris Snibbe/Harvard University News Office

A Universidade de Harvard, que foi processada por uma organização de estudantes que denuncia o favorecimento de alguns alunos em detrimento dos asiáticos no sistema de cotas do processo seletivo da instituição, encarou o início do julgamento do caso nesta segunda-feira.

A audiência foi realizada em um tribunal federal em Boston, no estado americano de Massachusetts. Harvard foi apoiada pela União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU), que voltou a defender os processos seletivos da universidade.

O caso consiste nas alegações de mais de 60 organizações asiático-americanas, que afirmam que as regras de admissão, que segundo a universidade pretendem garantir a diversidade no campus, prejudicam os alunos de origem asiática. Por esse motivo, a SFFA processou Harvard em 2014.

Em 2017, o governo dos Estados Unidos, com a chegada do presidente Donald Trump ao poder, iniciou uma investigação sobre o caso que segue em andamento e solicitou no dia 30 de agosto um julgamento.

O próprio governo lembrou há algumas semanas que a Suprema Corte reconhece a discriminação positiva em prol da integração até que não seja mais necessária e sempre com base em argumentação, o que o Departamento de Justiça diz não observar em Harvard.