Humanos dormiam em camas feitas de grama há 200 mil anos

0
15

Pesquisadores da Universidade de Witwatersrand, na África do Sul, encontraram evidências de que os nossos antepassados já usavam cobertores e camas feitas de grama há 200 mil anos. A descoberta foi feita na Border Cave, caverna situada entre a Suazilândia e a África do Sul, e publicada na sexta-feira (14) na revista Science.

As camas, constituídas de gramíneas e folhas mais largas, foram encontradas na parte de trás da caverna em cima de camadas de cinzas, que protegiam as pessoas de insetos rastejantes durante o sono. Hoje o material já está fossilizado e, por isso, foi identificado graças à caracterização química.

“Especulamos que colocar forragem de grama sobre cinzas foi uma estratégia deliberada, não apenas para criar uma base isolada e livre de sujeira para a cama, mas também para repelir insetos rastejantes”, disse Lyn Wadley, principal autora do estudo, em comunicado. “Às vezes, a base cinzenta da cama era o resto de uma outra camada de grama que foi queimada para limpar a caverna e destruir as pragas. Em outras ocasiões, cinzas de madeira de lareiras também foram usadas como superfície limpa para uma nova camada.”