Homenagens ao criador do “Peteleco” na Câmara e na Aleam

0
191

“Todas as homenagens não conseguem retratar o tamanho do talento e da arte que habitavam a vida desse homem chamado Oscarino Farias Varjão. Ele nos deixou, ontem, dia 15, aos 81 anos de idade, mas ficará imortalizado em nossos corações, na figura do boneco Peteleco, com sua alegria contagiante. Oscarino era considerado o melhor ventríloquo do Brasil, e morreu em consequência de diabetes e pedra na vesícula”. Assim começou a matéria oficial da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) em homenagem ao artista falecido neste domingo (15).

Oscarino recebeu homenagens também na Câmara Municipal de Manaus.

“A Câmara faz um gesto bonito a um artista admirado por todos. O boneco Peteleco sempre trouxe alegria em suas apresentações”, destacou o presidente da casa, Wilker Barreto.

“A Câmara Municipal de Manaus (CMM), por meio do presidente Wilker Barreto (PHS), manifesta comoção e pesar aos familiares e amigos pelo falecimento do ventríloquo Oscarino Farias Varjão, 81, criador do boneco Peteleco”, diz a nota da Câmara.

Oscarino Farias nasceu em maio de 1937, no Paraná do Xiborena, Rio Solimões, Amazonas. Em 1953 começou a carreira com o boneco Chiquinho. Em 1957 é criado o ventríloquo Peteleco, que o acompanhou em apresentações arrancando risos de quem o assistia. Desde 2016, Oscarino e Peteleco são considerados Patrimônio Cultural Imaterial de Manaus.