Grupo ligado à Al-Qaeda liberta jornalista dos EUA detido há seis meses na Síria

0
9

O grupo HTS (Hay’at Tahrir al-Sham), ligado à Al-Qaeda, libertou na quarta (17) o jornalista norte-americano baseado na Síria Bilal Abdul Kareem, confirmou o diário árabe “Asharq Al-Awsat”.

Bilal estava sob poder dos extremistas desde agosto do ano passado. Natural de Nova York, o repórter vivia no noroeste da Síria – região dominada por forças rebeldes desde 2012.

Em seu canal no YouTube, Bilal relatava as campanhas militares do governo sírio em áreas dominadas pela oposição. Antes de ser preso, ele denunciou casos de tortura nas prisões do HTS. Washington designou o grupo como terrorista em 2018.