Greve dos caminhoneiros afetou resultado das contas externas

0
20

Mesmo apresentando o terceiro resultado positivo seguido, o superávit das contas externas em maio ficou abaixo do esperado pelo Banco Central (BC). Em maio, no mês passado, o superávit em transações correntes, que são compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do país com o mundo, ficou em US$ 729 milhões. A previsão do BC era que esse resultado chegasse a US$ 2,5 bilhões.

De acordo com Fernando Rocha, chefe do Departamento de Estatísticas do BC o resultado de maio foi influenciado pelos efeitos da greve do caminhoneiros, a partir de 21 de maio, o que provocou grave crise de abastecimento no país e paralisou o envio de produtos brasileiros para o exterior.

“Em maio, as exportações reduziram 2,8% [em relação ao mesmo mês de 2017]. Essa foi a primeira redução desde dezembro de 2016. Isso foi um movimento pontual”, declarou Rocha.

Com a redução das exportações, o superávit comercial (exportações menos importações) ficou em US$ 5,558 bilhões em maio, contra US$ 7,410 bilhões em igual período de 2017.