Estudo confirma: Vacina da Pfizer é tão forte que pode evitar transmissão da covid-19

0
16

Além de prevenir os casos mais graves de covid-19 com grande eficácia, a vacina da Pfizer pode induzir uma resposta imune forte o suficiente para não apenas evitar que os vacinados contraiam a doença, mas também pode impedir que as pessoas vacinadas transmitam o novo coronavírus para outros indivíduos. É o que revela uma pesquisa divulgada na segunda-feira (18).

O estudo, conduzido por pesquisadores do Sheba Medical Center de Israel, analisou a resposta imunológica de 102 pessoas tratadas com a vacina da farmacêutica americana. Deste total, 100 pacientes desenvolveram até 20 vezes mais anticorpos em uma semana após a segunda dose do que as pessoas recuperadas de casos graves de covid-19.

Em relação às duas pessoas que não apresentaram anticorpos, uma delas é imunocomprometida, ou seja, tem os mecanismos de defesa contra infecções enfraquecidos. Quanto à outra, a instituição ainda está investigando o motivo de ela não ter obtido a proteção.

Os pesquisadores acreditam que as quantidades mais elevadas de anticorpos impeçam o vírus de infectar as células e se replicar o suficiente para contaminar as pessoas vacinadas, prevenindo assim a transmissão dele. Os pesquisadores também querem saber quanto tempo dura essa imunidade.