Estudante baiano desenvolve reservatório sustentável para captar água da chuva

0
107

Durante a Feira de Ciências da Escola Estadual Norberto Fernandes, em Calculé, no sertão da Bahia, uma invenção muito bem-bolada caiu nas graças do público e acabou rendendo ao estudante Sandro Lúcio do Nascimento, de 17 anos, o segundo lugar na categoria Ensino Médio do Prêmio Jovem Cientista, criado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Aluno do terceiro ano do ensino médio, Sandro, que ganhou uma bolsa de iniciação científica pelo projeto, desenvolveu um reservatório para captar e armazenar, na própria escola, a água da chuva. O aparelho foi construído a partir de garrafas plásticas e cascas de coco, o que resultou em material útil, de baixo custo e capaz de ajudar na preservação do meio ambiente de toda a comunidade da zona rural onde fica a escola.

O jovem se inspirou em exemplos bem-sucedidos, como um reservatório construído pelos estudantes da Universidade de São Paulo (USP) com cimento elaborado a partir do bagaço da cana-de-açúcar. A proposta levou em conta as condições climáticas de uma região onde quase não chove.

“Aqui no semiárido, são praticamente três meses de chuva e os nove meses restantes de seca”, explica o estudante.