Esporte e meio ambiente são temas abordados em concurso de redação

0
173
Woman doing an exam

Aliar educação, esporte e meio ambiente é a proposta da Copa Verde, uma iniciativa que busca levar o futebol a regiões pouco exploradas pelas grandes competições e ligar o esporte ao conceito de sustentabilidade. Em 2018, o campeonato, que está em sua quinta edição, promove o concurso de redação com o tema “Vamos cuidar do Brasil, cuidando das águas”. Esse e outros assuntos foram debatidos em uma reunião, nesta segunda, 23, em Brasília, entre os ministros da Educação, Rossieli Soares, e do Meio Ambiente, Edson Duarte, além do consultor de sustentabilidade da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Carlos Rodrigues.

“A Copa Verde é uma iniciativa importante que une CBF, MEC, Ministério do Meio Ambiente e Ministério do Esporte, olhando para a atratividade que o esporte tem, para a importância da educação e do meio ambiente, atraindo os jovens a fazerem uma reflexão sobre isso”, explicou Rossieli Soares. “A importância da Copa Verde está na união de tantas paixões que nós temos, seja pela educação, meio ambiente e esporte, buscando transformar as crianças e jovens brasileiros que participam desse processo”.

Na avaliação de Edson Duarte, a Copa Verde é um sucesso no Brasil e repercute internacionalmente.  “É o único campeonato de futebol no mundo com recorte de sustentabilidade e com ações socioambientais, como esse concurso de redação, com grande participação e mobilização”, afirmou o ministro de Meio Ambiente.

 

Dez estados das regiões Norte e Centro-Oeste, além do Espírito Santo, participam da Copa Verde. A divulgação das melhores redações de cada estado vai acontecer até 30 de abril. Já a premiação dos alunos e o anúncio do vencedor do concurso ocorrerão em 16 de maio, em Belém, na final do torneio, entre Paysandu e Atlético Itapemirim, do Espírito Santo. Entre os prêmios estão uma viagem com acompanhante para a final do campeonato e uma camisa autografada da seleção brasileira.