Equador e Assembleia do Amazonas fazem acordo em desenvolvimento rodoviário

0
37

As vantagens bilaterais da efetivação da rota Manta-Manaus, que tem como foco principal a redução do tempo de transporte entre países como China e Japão para o Brasil, em até 25 dias, em especial para Zona Franca de Manaus (ZFM), foram alguns dos temas discutidos na sede da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), na quarta-feira (16), com representantes do Equador, empresários e representantes de órgãos estaduais como Sebrae/AM e Sepror.

A reunião foi liderada pelo deputado Sinésio Campos (PT), um dos defensores do projeto, que acompanhado do deputado Josué Neto (PSD), recebeu a comitiva equatoriana, liderada pelo prefeito da Província de Sucumbíos, no Equador, Guido Vargas Ocanânia. Na ocasião ficou definida a data de 19 a 23 de fevereiro para representantes do parlamento estadual e órgãos interessados visitarem aquele país, tanto na parte terrestre como fluvial.

A Rota  Manta-Manaus é apontado como uma nova e mais rápida opção de transporte até o Brasil. O projeto compreende um trecho de rodovia desde o Porto de Manta, no Equador, até o Porto Providencia na Amazônia no  Equador. Trata-se de um projeto estratégico para os dois países que pretende incrementar o comércio por meio de hidrovia. Para o deputado Sinésio Campos é um projeto revolucionário porque tira o Amazonas e o Brasil da dependência do Canal do Panamá.