Empresas aéreas vão barrar quem não tomar vacina para covid

0
18

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês) anunciou que está em vias de lançar um documento digital que irá apoiar a reabertura das fronteiras. Segundo a entidade, que representa 290 companhias responsáveis por mais de 80% do tráfego aéreo mundial, a criação do IATA Travel Pass possibilitará compartilhar informações de saúde dos viajantes entre governos, companhias aéreas e laboratórios – o que incluiria os resultados de testes RT-PCR exigidos atualmente e, num futuro próximo, o comprovante de vacinação para a covid-19. A IATA quer lançar o documento no primeiro trimestre de 2021.

Por meio de um aplicativo, o IATA Contactless Travel App, os passageiros poderão criar um “passaporte digital” para guardar certificados de teste e vacinação e compartilhá-los com companhias aéreas e autoridades alfandegárias. Outra ferramenta, o Lab App, permitirá que laboratórios e centros de testagem credenciados compartilhem os certificados com os passageiros.

O documento que a IATA deve instituir vem acompanhado por uma movimentação do setor aéreo que promete causar polêmica: a obrigatoriedade do passageiro apresentar antes de embarcar um comprovante de vacinação para covid-19, assim que o imunizante estiver disponível em escala global.