Em parque natural Chapada dos Guimarães, elefantes recuperados completam 2 anos

0
115
foto da internet

O  primeiro santuário sul-americano,  acolhe diferentes espécies  de elefantes maltratados em circos e zoológicos, um ecossistema que remete ao habitat destes mamífero. O parque natural situado na cidade de  homônima de Mato Grosso, oferece um espaço natural para comodidade dos elefantes, outros  animais e com  cuidados médicos.

“Somos o primeiro da América do Sul com o objetivo de proporcionar bem-estar aos elefantes que passaram sua vida em pequenos recintos de cativeiro”, afirmou à Agência Efe Junia Machado, que presidiu a ONG encarregada do Santuário de Elefantes Brasil (SEB) até julho deste ano.

O santuário começou a funcionar em uma fazenda antiga criadora de gado de mais de 1.100 hectares de colinas e pequenos vales, o SEB tem um clima ideal, com temperaturas mínimas e máxima similares aos seus lugares de origem, a organização se sustenta com doações de voluntários e patrocinadores internacionais.

Essas tais organizações mundiais lutam para preservar espécie para diminuir riscos de extinção, pois a população de elefantes africanos reduziu para 96%  e alerta sobre o desiquilíbrio ambiental e cobiçar suas presas.