Em hotel de luxo, turistas são agredidos por empresário na Bahia

0
14

Quatro turistas que passam férias no litoral norte da Bahia registraram um Boletim de Ocorrência em que acusam um empresário de agredi-los a socos dentro do hotel Vila Galé Marés, um resort de luxo localizado na praia de Guarajuba, município de Camaçari (a 50 km de Salvador). O caso ocorreu na tarde de ontem, por volta das 16h30, após uma discussão na piscina do local.

Segundo o registro policial, o bancário Bruno Braga Figlioli, 31, o médico Renato Hideki Inque Akiyama, 32, o corretor de imóveis Augusto Amorim, 29, e a psicóloga Valentina Baldino Cibils, 30, foram atacados por Leonardo Bruno de Oliveira Freitas, 29, após uma reclamação sobre o filho dele.

O empresário reside no Distrito Federal e estava na companhia de outros familiares. Na versão do grupo, o garoto, uma criança de 4 anos, estaria jogando água na direção de Augusto e Valentina. O casal manifestou incômodo. Uma mulher, que seria avó do menino, não teria gostado da queixa e chamou o pai da criança, que, por sua vez, teria partido para a violência física.

“O menino jogou água na gente algumas vezes, dizendo que estávamos incomodando, e nós só queríamos mais espaço, já que estava muito apertado. Mas a avó deturpou a história e começou a gritar que a gente não gostava de criança. A filha ou nora dela começou a dizer palavras de ódio e incitando ‘bate na cara dele’, ‘bate na cara dele’. Foi aí que o pai da criança avançou em nós quatro”, declarou Bruno.

O bancário diz que tanto ele, quanto Renato, que é seu marido, e o casal Valentina e Augusto foram agredidos por Leonardo, descrito como “visivelmente embriagado”. Renato precisou levar dois pontos abaixo da pálpebra esquerda. Atingido no olho, Bruno conta que tentava apartar a briga junto com o companheiro.

Todos os envolvidos assinaram um TCO (Termo Circunstanciado) por lesão corporal. Bruno e Renato, contudo, pretendem processar o empresário nas esferas civil e penal.