Eleitor vai levar caneta, máscara e luvas na hora de votar

0
158

A recomendação de levar título de eleitor e um documento com foto já é de praxe em toda votação. Mas, diante da crise de coronavírus, outros itens vão ser obrigatórios ou indispensáveis para que o comparecimento às urnas ocorra com segurança e proteção.

O diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), Mauro Sérgio Rodrigues Diogo, explicou ao LIVRE que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) prepara um protocolo que será aplicado no dia da eleição, mas ele antecipa algumas das medidas que serão adotadas.

  • álcool em gel em todas as salas de votação;
  • mesários vão usar máscaras e face shield (proteção facial) que serão distribuídos pela Justiça Eleitoral;
  • uso obrigatório de máscaras pelos eleitores;
  • distanciamento social obrigatório nas filas, com demarcação de espaço no chão;
  • uma bandeja será utilizada para que os eleitores apresentem os documentos de identificação obrigatórios e dessa forma evite o contato direto com os mesários;
  • cada eleitor deverá levar sua própria caneta para assinar o registro de votação;

Outro detalhe é que, como a urna eletrônica não tem como ser higienizada após cada voto, a recomendação é que os eleitores possam levar luvas ou algum saco plástico para utilizar enquanto digita os votos na urna.