Dormir menos de 6 horas por dia aumenta o risco cardiovascular

0
25

Colesterol alto, hipertensão, falta de exercício e obesidade são fatores de risco cardiovascular, mas não os únicos: um novo estudo afirma que dormir menos de seis horas por dia, ou até mesmo dormir de maneira descontínua ou superficial, também representa um maior perigo de problema no coração.

O estudo liderado pelo Centro Nacional de Pesquisas Cardiovasculares (CNIC) da Espanha, examinou o sono de uma população homogênea de 3.974 pessoas com média de 46 anos de idade e que nunca tiveram complicações cardíacas.

60% dos participantes eram homens, aponta que as pessoas que dormem menos de seis horas durante a noite podem ter um maior risco de doença cardiovascular em comparação com aquelas que dormem entre sete e oito horas.

A mesma constatação vale para as pessoas que dormem mal, ou seja, aquelas que acordam várias vezes durante a noite, um sono superficial.

O trabalho concretamente afirma que a falta de sono ou a sua baixa qualidade eleva o risco de aterosclerose, a acumulação de placas nas artérias de todo o corpo, mas não explica o mecanismo exato envolvido, as próximas pesquisas se aprofundarão neste sentido.