Denúncias de Wilker Barreto fazem TCE-AM barrar gastos de quase R$ 9 milhões do Governo

0
12

“Conseguimos economizar quase R$ 9 milhões do bolso do contribuinte”, revelou o deputado Wilker Barreto (Podemos) ontem (4), ao fazer menção a suspensão do Pregão de publicidade da Cosama no valor de R$ 4,3 milhões, bem como a anulação do processo de dispensa de licitação de R$ 4 milhões da Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti) com a ONG Movimento Brasil Competitivo (MBC). As decisões foram divulgadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM).

Ambas as denúncias foram feitas pelo deputado Wilker Barreto (Podemos), em julho de 2019 e em fevereiro deste ano. A primeira, Seplancti, iria pagar R$ 339 mil por mês, com valor global de R$ 4.068.192,22 milhões, para o MBC, a fim de elaborar a reforma administrativa do Governo do Amazonas. O TCE-AM apontou na tarde da última quarta-feira (3) a anulação ao RDL nº008/2019, e o secretário da pasta, Jório de Albuquerque Veiga Filho, acabou sendo multado pelo órgão fiscalizador em R$ 14 mil, após constatação da ilegalidade no processo.

“Avisei em 2019 que o Governo possui técnicos qualificados para fazer um estudo da reforma administrativa. Não precisamos de ONG de fora do Amazonas. Economizamos o dinheiro do povo com denúncias acatadas pelo TCE”, declarou Barreto.