Cristiano Ronaldo fecha acordo de R$ 82 milhões para evitar prisão

0
152

A Agência Tributária espanhola deu sinal verde ao acordo entre Cristiano Ronaldo, a Procuradoria e a Advocacia do Estado, através do qual o ex-jogador do Real Madrid irá pagar uma multa de quase 19 milhões de euros (R$ 82 milhões) e será condenado a dois anos de prisão.

Fontes jurídicas informaram à Efe deste acordo, que implica que o jogador português não seja preso em troca de se declarar culpado de quatro delitos fiscais.

O acordo feito entre as acusações e a defesa do jogador estava pendente da aprovação do Fisco, o organismo que denunciou Cristiano Ronaldo e cujos responsáveis mudaram recentemente como consequência da alteração no Governo central.

Cristiano Ronaldo era acusado de quatro delitos contra o Fisco cometidos entre 2011 e 2014, que representam uma fraude tributária de 14.768,897 euros (R$ 64 milhões). Os valores supostamente não pagos são de 1,39 milhões (R$ 4,7 milhões) em 2011, 1,66 (R$ 7,2 milhões) em 2012, 3,20 (R$ 13,9 milhões) em 2013 e de 8,5 (R$ 36 milhões) em 2014.