CPB apresenta planejamento estratégico para Tóquio 2020 e Paris 2024

0
82

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) apresentou, na ultima quinta-feira, em um evento realizado no Centro Paralímpico Brasileiro, em São Paulo, seu planejamento estratégico para os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 e de Paris 2024. A cerimônia também marcou a assinatura de um termo de parceria entre a entidade e a cidade de Hamamatsu, que será a casa da delegação brasileira durante o período de aclimatação dos atletas para as Paralimpíadas no Japão.

Localizada a 260 quilômetros ao sul de Tóquio, Hamamatsu, que também será uma das sedes do país para parte da delegação dos Jogos Olímpicos, abriga a maior colônia brasileira no Japão, motivo considerado como um dos principais no interesse de receber a delegação paralímpica do Brasil.

Oitavo colocado no quadro geral de medalhas durante os Jogos Paralímpicos Rio 2016, com 72 medalhas, o Brasil tem como meta se manter entre os top 10 tanto em Tóquio quanto em Paris. Para isso, o CPB projeta que os atletas conquistem entre 60 e 75 medalhas em Tóquio 2020 e entre 70 e 90 em Paris 2024.

O planejamento estratégico do CPB também prevê uma participação cada vez maior das mulheres nas delegações brasileiras e, para isso, foram criados indicadores. O planejamento projeta que, nos Jogos Para-Panamericamos de Santiago 2023, 38% da delegação seja formada por mulheres.