Cientistas criam robôs para mapear corais de águas profundas

0
48
Imagem da Internet

Pesquisadores da USP e da Universidade de Cork, na Irlanda, se uniram para um projeto audacioso: mapear o fundo do mar de Porcupine Bank Canyon, situado na costa oeste irlandesa.  A expedição, que durou 15 dias, foi realizada a bordo do navio RV Celtic Explorer e trouxe detalhes inéditos de um cânion submarino.

“O trabalho foi feito em várias escalas”, relata Luís Américo Conti, geógrafo da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (ECAH) da USP.  Foram usados sonares de alta resolução e um veículo submarino controlado remotamente (ROV, em inglês).“Descemos até dois mil metros de profundidade e coletamos amostras de corais e sedimentos para entender a distribuição e o desenvolvimento desses seres vivos”.

Coube a Luís Conti a tarefa de processar as imagens capturadas e produzir um mapa topográfico da região. “Utilizamos técnicas de inteligência artificial e ensinamos o software a reconhecer os elementos daquela paisagem”, explica o pesquisador.