Cerca de 4 milhões de crianças refugiadas estão fora das salas de aula

0
113
foto da internet

Onu afirma que aproximadamente 4 milhões de crianças  no mundo não frequentam a escola, apresentando meio milhão a mais de menores de idade sem acesso à educação em um ano, nesta quarta-feira o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) denunciou em relatório.

No do ano de 2017, havia mais de 25,4 milhões de pessoas refugiadas pelo  mundo, 19,9 milhões  estavam sob a tutela do ACNUR, metade da população era formada por criança com base de  7,4 milhões deles em idade escolar, indicou o relatório.  No entanto apenas 61% das crianças refugiadas vão a escola de ensino fundamental, portanto 23% vão a um instituto de educação do ensino médio, em colação a uma taxa mundial de 84%.

“A educação é um meio para ajudar as crianças a curar, mas também é essencial para a reconstrução do seu país”, diz em comunicado, alto comissário da ONU  o italiano Filippo Grandi.

O ACNUR, portanto, solicita aos países hospedeiros que matriculem as crianças refugiadas nos sistemas de educação, a agência da ONU também pede a fixação das alianças mais fortes com o setor privado e governos para aumentar as soluções a favor da educação de refugiados.