Cema realiza chamamento para aquisição emergencial de medicamentos para pacientes Covid-19

0
9

O Governo do Amazonas, por meio da Central de Medicamentos do Estado do Amazonas (Cema), lançou o chamamento público para realização de Dispensa de Licitação, que visa adquirir medicamentos para manter o abastecimento das unidades de Saúde do Estado.

A Cema pretende adquirir 19 medicamentos, totalizando mais de 1,8 milhões de materiais para saúde-farmacológico, entre Pancurônio (Brometo), Rocurônio, Magnésio (Sulfato), Atropina, Flumazenil e outros. Os remédios são utilizados no tratamento de pacientes internados com Covid-19.

Segundo o coordenador da Cema, Cláudio Nogueira, o chamamento ocorre de forma preventiva, diante do aumento do consumo dos medicamentos. “No cenário de alta demanda, nós estamos nos antecipando para garantir o abastecimento contínuo das unidades”, pontuou.

As empresas interessadas em participar do chamamento público devem enviar suas propostas até às 16h no horário local (17h no horário de Brasília), desta terça-feira (19/01).

A forma de encaminhamento das propostas será exclusivamente pela internet, por meio do e-mail licitacao.cema@saude.am.gov.br. O edital e seus anexos podem ser acessados no portal de compras do Estado do Amazonas (www.e-compras.am.gov.br).

Doações – A Central também tem sido ponto de entrega de doações durante a pandemia, entre medicamentos, insumos descartáveis e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). 

Para fazer doações é necessário agendar a entrega por meio dos telefones (92) 98404-1860, 98126-5746, 9213-5586 ou pelo e-mail gerencialogisticacema@saude.am.gov.br.

O agendamento é necessário para evitar aglomerações e garantir a prioridade de abastecimento dos insumos nas unidades. A lista de necessidades pode ser baixada no site da Secretaria de Estado de Saúde (http://www.saude.am.gov.br/painel/doacovid.php).

Central de Medicamentos – A Cema, unidade de apoio da SES-AM, é responsável por abastecer todas as unidades da rede estadual da capital e interior e, atualmente, trabalha com cerca de 1.300 itens, entre medicamentos e insumos hospitalares. 

Com ajustes e reestruturação da rede, em dezembro de 2020, a Central de Medicamentos atingiu a marca de 75% de abastecimento, enquanto em janeiro de 2019, quando começou a gestão, esse índice era de apenas 12%.

FOTO: Rodrigo Santos/SES-AM

Mais informações: Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM): Martha Bernardo (98151-4487) e Paulo Bahia (98154-2531).