Brasileiros iniciam doutorado virtual nos EUA

0
11

Em um esforço conjunto da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e da Fundação Fulbright, estudantes brasileiros iniciam neste semestre suas atividades letivas em instituições dos Estados Unidos, em modo on-line. A duas organizações procuraram viabilizar, com a maior rapidez possível, o ingresso dos alunos de doutorado pleno no calendário letivo das instituições norte-americanas. Bolsistas que já começaram suas aulas virtuais estão empolgados com a oportunidade de antecipar as atividades letivas.

Beatriz Lima Ribeiro é brasiliense e fará doutorado na Indiana University. “Minha sensação é de alegria por estar tendo o privilégio de começar este programa, um sonho que começa a se realizar, mesmo que seja, inicialmente, apenas on-line”, afirmou. Formada em Ciências Sociais, com mestrado em Antropologia Social pela Universidade de Brasília (UnB), estudante pretende dar continuidade em solo norte-americano à sua linha de pesquisa sobre a construção de políticas públicas e meio ambiente desenvolvidas pelos Estados Unidos e pelo Brasil.

A CAPES e a Comissão Fulbright Brasil promovem o intercâmbio entre pesquisadores brasileiros e dos Estados Unidos desde 1957. Esta parceria já levou mais de 3,5 mil pesquisadores do País para desenvolver suas pesquisas nos EUA e trouxe 3 mil norte-americanos para o Brasil.