Brasil vai investir no desenvolvimento nanotecnológico

0
68

Para motivar o impulsionamento da pesquisa e expansão dessas inovações, foi lançado na terça-feira (2), em Brasília, um plano nacional para o segmento, chamado de “tecnologias convergentes e habilitadoras”.

“Este conjunto de tecnologias tem o poder de causar mudanças radicais e a tendência de gerar um ciclo

acelerado de desenvolvimento e um impacto profundo em virtualmente todos os campos de conhecimento, beneficiando o aumento do desempenho humano, seus processos e produtos, a qualidade de vida e justiça social”, diz o documento, iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC).

A primeira parte do plano, tem foco em ações para o evolução da área de nanotecnologia, que engloba uma área do conhecimento transversal, ligada à extensão das substâncias, trabalhadas na escala de um bilionésimo de metro. A nanotecnologia possui microsubstâncias orgânicas como metais, cerâmicas e outros tipos de materiais. O intuito do plano objetivo do plano é tornar o Brasil uma referência no setor.