Bradesco, Itaú Unibanco e Santander vão apoiar aliança por pauta verde

0
20

A Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura, que reúne organizações ambientalistas e do agronegócio, recebeu ontem um apoio de peso do setor financeiro. Bradesco, Itaú Unibanco e Santander aderiram ao grupo que busca consensos a fim de apontar caminhos para problemas que hoje ameaçam afetar negócios no Brasil, como o desmatamento da Amazônia. Em comunicado conjunto, os três maiores bancos privados do país – que, em julho, já tinham anunciado a criação do Plano Amazônia, voltado ao desenvolvimento sustentável da Amazônia e à proteção da floresta – afirmaram que o objetivo é implementar ações para promover um novo modelo de desenvolvimento econômico no País.

 A pauta, disseramé a economia de baixo carbono, a fim de responder aos desafios das mudanças climáticas e trazer avanços na agenda de clima e agropecuária no Brasil. O anúncio ocorre em meio a maior cobrança pelo rastreio da cadeia agropecuária, e os bancos têm sido cobrados a negarem crédito para os que desmatam ilegalmente a Amazônia. O rastreio eficaz e fiscalização são alguns dos desafios para analisar toda a cadeia, do início ao fim.

Em outra nota enviada ao Estadão, os três bancos explicaram que reconhecem na Coalizão um ambiente no qual podem somar esforços com outras empresas e organizações da sociedade civil.