Bolsonaro vai ampliar relação bilateral entre Brasil e China

0
40

O novo presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, recebeu ontem (2) o vice-presidente do Comitê Permanente da Assembleia Popular Nacional da China, Ji Bingxuan, a quem comunicou a intenção de “ampliar as relações bilaterais”, independentemente das mudanças no contexto político brasileiro e do cenário econômico mundial.

Bolsonaro, que assumiu a Presidência do Brasil em 1 de janeiro, recebeu o enviado especial do líder chinês, Xi Jinping, a quem manifestou a intenção de aumentar as relações bilaterais, apesar de sua previsível aproximação com os EUA.

China e Estados Unidos são os principais parceiros comerciais do Brasil e Bolsonaro deu indícios, em várias ocasiões, de que pretende se alinhar com a potência americana, embora sem que isso afete as relações com o gigante asiático.

Segundo as mesmas fontes, Bolsonaro conversou com Ji Bingxuan sobre a “importância de uma maior diversificação da pauta comercial bilateral e de ampliar as áreas de cooperação entre ambos países”.

Entre outros setores, essa cooperação poderia ser expandida em alguns assuntos como ciência e tecnologia, agricultura e desenvolvimento industrial.